Jornal JF
Fique por dentro das últimas notícias sobre INSS, economia, auxílios, 13º salário, FGTS e impostos com o Jornal JF - o mais completo e confiável

Como Pagar o INSS por Conta Própria? Veja Aqui

Confira a seguir como realizar o pagamento do INSS sendo autônomo e garanta sua aposentadoria!

0

Os assalariados com contratos formais não precisam se preocupar, pois a empresa empregadora é responsável por essa contribuição.

No entanto, para os autônomos, entender como pagar o INSS por conta própria é de suma importância. Entenda melhor com o texto a seguir!

A Importância da Contribuição dos Trabalhadores Autônomos

Como Pagar o INSS por Conta Própria? Veja Aqui
Como Pagar o INSS por Conta Própria? Veja Aqui (Fonte: Edição / Jornal JF).

Conforme a legislação brasileira, a contribuição para a Previdência Social é obrigatória para todos os trabalhadores, inclusive aqueles sem vínculo empregatício formal.

Leia mais: Precatórios Liberados: Aposentados e Pensionistas do INSS Podem Sacar R$84.720 – Veja Então os Detalhes!

Portanto, os autônomos, que exercem atividades remuneradas de forma independente, devem contribuir para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Guia para Contribuição ao INSS por Trabalhadores Autônomos

Ao contribuir para o INSS, o autônomo deve preencher a Guia da Previdência Social (GPS) e emitir as guias de pagamento.

Esta é a documentação utilizada por contribuintes individuais, empregados domésticos, segurados especiais e facultativos para realizar o pagamento previdenciário.

Como Emitir a Guia da Previdência Social (GPS)?

Para maior comodidade, as guias de pagamento também podem ser emitidas online através do site Meu INSS.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Após o preenchimento dos dados necessários, uma guia com código de barras será gerada, simplificando o processo de pagamento. Para emitir a Guia da Previdência Social (GPS), você pode seguir os seguintes passos:

  1. Acesse o site do Meu INSS através do seu navegador.
  2. Faça login com seu CPF e senha cadastrados. Se você ainda não tem cadastro, será necessário criar uma conta.
  3. Após o login, vá até a opção de Serviços no menu principal.
  4. Selecione a opção Agendamentos/Solicitações.
  5. Em seguida, clique em Novo Requerimento.
  6. Procure pela opção de Emissão da Guia de Pagamento (GPS) e clique nela.
  7. Preencha os campos solicitados com suas informações pessoais, como categoria de contribuição, número do PIS, dados cadastrais, competência, salário de contribuição, código de pagamento e data de pagamento.
  8. Após preencher todos os campos, confira as informações e clique em Confirmar ou Enviar.
  9. Uma vez confirmado, a guia de pagamento com código de barras será gerada e estará pronta para ser impressa ou paga diretamente pelo aplicativo do seu banco, caso ofereça essa opção.

Lembre-se de que você também pode emitir a GPS de forma presencial em uma agência da Previdência Social ou nas unidades de atendimento do INSS, caso prefira o atendimento físico.

Leia mais: Contatos foram apagados do Whatsapp? Aprenda Então a Recuperar com nosso Passo a passo

Compreendendo os Códigos de Pagamento do INSS

Ao pagar o INSS como contribuinte independente, é crucial selecionar o código de pagamento adequado. Este código identifica o tipo de contribuição e sua periodicidade.

Os autônomos têm várias opções de código, como os principais: 1163, para o plano simplificado de recolhimento mensal; e 1007, para o plano tradicional.

Trabalhador Autônomo versus Microempreendedor Individual (MEI): Qual a Diferença?

Embora ambos representem autônomos, um MEI difere de um trabalhador autônomo devido à sua natureza jurídica. Enquanto o MEI é uma pessoa jurídica, o autônomo é uma pessoa física.

O MEI realiza o recolhimento do INSS por meio da contribuição mensal vinculada ao seu CNPJ, sem necessidade de emissão da GPS.

Leia mais: Serasa acusada de vazamento de dados e terá que pagar indenização – Veja então quem terá direito

O Impacto Vital da Contribuição para o INSS

Ao contribuir para o INSS, o trabalhador garante sua aposentadoria futura e proteção financeira para situações de doença, acidente de trabalho, morte, entre outras.

É um investimento a longo prazo que assegura segurança financeira e tranquilidade no futuro, com direito a benefícios como aposentadoria por idade ou tempo de contribuição, pensão por morte, auxílio-doença, salário-família, entre outros.

Portanto, é fundamental que os autônomos cumpram sua parte no recolhimento do INSS para garantir seus direitos.

Veja Também:

NOVIDADE 13° SALÁRIO + GRANA EXTRA na CONTA para TODOS os BENEFICIÁRIOS da PREVIDÊNCIA SOCIAL (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.