Jornal JF
Fique por dentro das últimas notícias sobre INSS, economia, auxílios, 13º salário, FGTS e impostos com o Jornal JF - o mais completo e confiável

Teste rápido substitui mamografia em diagnóstico do câncer de mama – Veja

Um grupo de pesquisadores revolucionou o mercado da saúde ao desenvolver dispositivo que detecta câncer de mama precocemente!

0

Já imaginou existir uma forma simples de detectar o câncer de mama usando apenas um teste rápido, sem depender de mamografias? Cientistas das Universidades da Flórida e Nacional Yang Ming Chiao Tung, em Taiwan, desenvolveram um dispositivo portátil que promete trazer essa revolução.

Com o tamanho de uma mão, esse aparelho é capaz de fornecer resultados em apenas 5 segundos, além de ser uma opção muito mais barata. Dessa forma, o teste usa simples tiras de teste de glicose, que são baratas e amplamente disponíveis. 

Em seguida, o biossensor opera com anticorpos específicos que reagem aos biomarcadores do câncer. Basta colocar uma gota de saliva na tira e pulsos elétricos são enviados para os pontos de contato elétrico no dispositivo. Veja com detalhes a matéria na íntegra.

Teste portátil para câncer de mama utiliza saliva

Entenda como funciona o novo teste para câncer de mama.
Entenda como funciona o novo teste para câncer de mama. (Fonte: Reprodução, Google)

Primeiramente, ao longo da pesquisa, o dispositivo passou por teste com três grupos diferentes: um composto por pessoas saudáveis, outro por indivíduos com câncer de mama não metastático e um terceiro por pacientes com câncer de mama que se espalhou para outras partes do corpo. Para a surpresa dos pesquisadores, os resultados que apontavam quem tinha câncer de mama e quem não tinha foram obtidos em apenas cinco segundos.

Dessa forma, a tecnologia, rápida e confiável, traz um grande avanço na área da saúde mundial. Especialmente em regiões sem acesso a exames médicos convencionais do câncer de mama.

Leia mais: Alerta Financeiro: Previsões Apontam para Inflação Crescente em 2024 e 2025 – Prepare-se Agora!

A autora do estudo, Hsiao-Hsuan Wan, uma estudante de doutorado na Universidade da Flórida, demonstrou grande entusiasmo com o potencial dessa tecnologia, ressaltando sua importância em lugares onde a ressonância magnética para testes de câncer de mama, podem ainda não estar disponíveis.

O objetivo é tornar esse teste acessível para a população em geral, permitindo o monitoramento regular da saúde e a identificação precoce de possíveis indicadores de câncer em estágios iniciais. 

Os pesquisadores agora estão em busca de parcerias com empresas para a produção e comercialização do produto. Embora sua disponibilidade para os pacientes possa demorar por conta da necessidade de aprovação por parte dos órgãos reguladores, essa inovação promete ter um impacto significativo na detecção precoce do câncer de mama.

CLIQUE AQUI e receba as nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

O que causa o câncer de mama?

Não existe uma única causa para a evolução do câncer de mama; vários fatores entram em jogo, como aspectos ambientais, genéticos e hormonais. Entre esses fatores, a idade se destaca como um dos mais significativos, já que cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem em pessoas com mais de 50 anos.

Aqui estão alguns outros fatores que aumentam o risco dessa condição:

Leia mais: Governo estuda MUDANÇA: substituir antecipação do saque-aniversário por consignado em FGTS digital!

Causas ambientais

  • Obesidade e sobrepeso (principalmente após a menopausa);
  • Sedentarismo (não fazer exercícios);
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (raios-X).

Fatores hormonais

  • Primeira menstruação antes dos 12 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Não ter amamentado;
  • Parar de menstruar após os 55 anos (menopausa);
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Fatores genéticos

  • História familiar de câncer de mama e ovário, principalmente em parentes de primeiro grau antes dos 50 anos;
  • Alteração genética (mutação dos genes BRCA1 ou BRCA2).

Leia mais: Alerta: Após Reajuste do ICMS, Preço da Gasolina Dispara com Aumento de 3,14% em Apenas uma Semana – Como Isso Afeta seu Bolso?

Por fim, é importante ressaltar que a presença de um ou mais desses fatores não garante que a mulher desenvolverá câncer de mama. É essencial realizar consultas regulares com um médico, especialmente se houver predisposição genética.

Veja Também: INSS convoca para prova de vida! Veja se está na lista e não perca seu benefício

PROVA de VIDA 2024: GOVERNO e INSS fazem CHAMADA para REALIZAR – VEJA AGORA QUANDO FAZER! (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista