Jornal JF
Fique por dentro das últimas notícias sobre INSS, economia, auxílios, 13º salário, FGTS e impostos com o Jornal JF - o mais completo e confiável

Ex-presidente Bolsonaro está sendo investigado por golpe de estado! Confira a seguir

Veja agora o que está acontecendo para o ex-presidente estar sendo investigado por golpe de estado. Confira a seguir!

0

 Conforme o relatório da Polícia Federal,  que  embasou sobre a operação desta quinta-feira, 8 de fevereiro, contra o ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro,  ex-ministros do governo aliados a ele. Acaba sendo confirmado que o grupo  agia então em seis núcleos, para dessa forma organizar uma tentativa de golpe de estado.

Até o momento, tivemos 33 mandados de busca e apreensão e 4 mandatos de prisão preventiva.  Ainda temos medidas cautelares, como a proibição de contatos entre os investigados nesta operação. 

Bolsonaro: Tempus Veritatis

Ex-presidente Bolsonaro está sendo investigado por golpe de estado! Confira a seguir
Ex-presidente Bolsonaro está sendo investigado por golpe de estado! Confira a seguir

A operação que foi realizada na última quinta-feira, acabou  chamada pela Polícia Federal de Tempus Veritatis,  A Hora da Verdade em latim. Esta operação, acabou sendo autorizada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

Leia mais: Aposentados e Pensionistas Terão Pagamento Extra de R$ 20.500,00, anuncia INSS – Saiba Como Reivindicar!

O ministro acabou determinando a entrega do passaporte de Bolsonaro e acabou proibido de manter contato com os outros investigados. Na manhã desta quinta-feira, acabou sendo preso Filipe Martins,  Marcelo Câmara  e Rafael Martins, comandantes das Forças Armadas, aliados a Bolsonaro.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO JORNAL JF pelo WhatsApp

E no caso dos mandatos de busca e apreensão acabam atingindo:

  • Valdemar Costa Neto, presidente do PL – partido pelo qual Bolsonaro disputou a reeleição;
  • Walter Souza Braga Netto, ex-ministro da Defesa e candidato a vice de Bolsonaro em 2022;
  • Augusto Heleno, ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI);
  • Anderson Torres, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública;
  • general Paulo Sérgio Nogueira, ex-comandante do Exército;
  • almirante Almir Garnier Santos, ex-comandante-geral da Marinha;
  • general Estevam Cals Theóphilo Gaspar de Oliveira, ex-chefe do Comando de Operações Terrestres do Exército;
  • Tércio Arnaud Thomaz, ex-assessor de Bolsonaro e considerado um dos pilares do chamado “gabinete do ódio”;
  • Filipe Martins, ex-assessor especial de Bolsonaro;
  • Marcelo Câmara, coronel do Exército citado em investigações como a dos presentes oficiais vendidos pela gestão Bolsonaro e a das supostas fraudes nos cartões de vacina da família Bolsonaro;

Leia mais: Lei do Superendividamento: Proteção e Renegociação de Dívidas para Segurados do INSS

  • Rafael Martins, major das Forças Especiais do Exército.
  • Bernardo Romão Corrêa Netto, coronel do Exército;
  • Ailton Gonçalves Moraes Barros, capitão reformado do Exército expulso após punições disciplinares;
  • Amauri Feres Saad, advogado citado na CPI dos Atos Golpistas como “mentor intelectual” da minuta do golpe encontrada com Anderson Torres;
  • Angelo Martins Denicoli, major da reserva do Exército que chegou a ocupar cargo de direção no Ministério da Saúde na gestão Eduardo Pazuello;
  • Cleverson Ney Magalhães, coronel do Exército e ex-oficial do Comando de Operações Terrestres;
  • Eder Lindsay Magalhães Balbino, empresário que teria ajudado a montar falso dossiê apontando fraude nas urnas eletrônicas;
  • Guilherme Marques Almeida, coronel do Exército e ex-oficial do Comando de Operações Terrestres;
  • Hélio Ferreira Lima, tenente-coronel do Exército identificado em trocas de mensagens com o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro Mauro Barbosa Cid;

Leia maisAposentados do INSS Receberão Valiosa Quantia em Pagamentos Judiciais

  • José Eduardo de Oliveira e Silva, padre da diocese de Osasco;
  • Laércio Virgílio;
  • Mario Fernandes, comandante que ocupou cargos na Secretaria-Geral e era tido como homem de confiança de Bolsonaro;
  • Ronald Ferreira de Araújo Júnior, oficial do Exército;
  • Sergio Ricardo Cavaliere de Medeiros, major do Exército.

Veja Também:

CONFIRMADO: TRISTE NOTÍCIA para quem RECEBE ACIMA do MÍNIMO – NÃO vai ter AUMENTO REAL? APOSENTADOS (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.