Jornal JF
Fique por dentro das últimas notícias sobre INSS, economia, auxílios, 13º salário, FGTS e impostos com o Jornal JF - o mais completo e confiável

ALERTA: Onda de CALOR causa INCÊNDIOS e MORTES no Chile; Brasil enfrenta ALTAS TEMPERATURAS também – Veja as últimas NOTÍCIAS

Acompanhe o triste caso onde 112 pessoas vieram a óbito por conta das altas temperaturas no Chile.

0

Nos últimos dias, uma terrível tragédia assolou o Chile, deixando um rastro de destruição e luto. Incêndios florestais, desencadeados pela atuação de uma massa de ar quente e seco, trouxe altas temperaturas para o país, e levou cerca de 112 pessoas a óbito, espalhando o caos e a dor por diversas regiões do país.

A situação crítica predomina a faixa oeste da América do Sul, colocando vários países em estado de alerta. Cidades turísticas como Viña del Mar e Valparaíso foram duramente atingidas, sofrendo com a voracidade das chamas e as altas temperaturas que intensificaram a propagação do fogo. Continue conosco para saber mais detalhes da matéria.

Ventos fortes e ar seco

Veja a seguir: altas temperaturas no Chile levaram 112 pessoas a falecerem, e países da América do Sul entram em alerta!
Altas temperaturas no Chile levaram 112 pessoas a falecerem, e países da América do Sul entram em alerta! (Fonte: Reprodução Google)

Os ventos violentos têm dificultado o trabalho árduo dos bombeiros no combate às chamas devastadoras. Mais de 14 mil residências foram danificadas e o presidente do Chile, Gabriel Boric, decretou estado de emergência diante da situação crítica. Infelizmente, espera-se que o número de vítimas fatais aumente, pois mais de 370 pessoas continuam desaparecidas.

Enquanto isso, na Argentina, uma onda de calor persiste há 13 dias consecutivos. Neste sábado (2), em Santiago del Estero, os termômetros atingiram uma máxima de 45,7 °C, o registro mais alto para o mês de fevereiro desde que as medições começaram em 1931.

Leia mais: São Paulo vence nos Penaltis a Super Copa do Brasil contra Palmeiras!

O fenômeno El Niño é apontado como um dos responsáveis por essa onda de calor implacável e pela escassez de chuvas, resultando na supressão dos padrões meteorológicos usuais.

“O Chile possui outro agravante, que é justamente geográfico. A Cordilheira dos Andes dificulta a passagem dos sistemas. Até há previsão de chuva a partir deste fim de semana, mas os volumes não serão elevados a ponto de encerrar este sério problema no Chile”, afirma o meteorologista do Canal Rural, Arthur Müller.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS do Jornal JF pelo WhatsApp

Calor também no Brasil

Nesta semana, o Centro-Sul do Brasil está prestes a enfrentar altas temperaturas. Na tarde deste domingo (3), os termômetros já alcançaram a marca de 39,4 °C em Uruguaiana, no extremo oeste do Rio Grande do Sul, conforme relatório do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Leia mais: Auxílio Gás 2024: saiba quanto irá receber em Fevereiro! Veja datas

Segundo previsões, em algumas regiões do Sul do Brasil, as temperaturas podem facilmente ultrapassar os 40 °C. O meteorologista Müller alerta que o alívio só virá no final de semana com a chegada de uma frente fria.

No Sudeste, as áreas mais afetadas serão o interior paulista e o Triângulo Mineiro. Enquanto isso, o Brasil central deve se preparar para enfrentar um calor intenso, podendo enfrentar problemas semelhantes aos ocorridos na semana passada, com incêndios registrados no Pantanal, na divisa de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso.

Onda de Calor Avança da Argentina para o Sul do Brasil

Por fim, intensas ondas de calor estão se deslocando da Argentina em direção ao Sul do Brasil, trazendo altas temperaturas para a região. Até o sábado de Carnaval (10), os termômetros devem permanecer em níveis elevados, especialmente no Rio Grande do Sul, onde diversas cidades já registram quase 40°C, de acordo com informações do Climatempo.

Leia mais:  Olimpíadas 2024: datas e modalidades dos jogos em Paris

Neste sábado (3), por exemplo, a cidade de Quaraí (RS) alcançou a marca de 39,7°C às 15 horas, conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Em Uruguaiana (RS), os termômetros marcaram 38,3°C, enquanto em Alegrete (RS) registraram 37,3°C e em São Borja (RS) chegaram a 36,3°C durante a tarde.

Além do calor intenso, a região está sujeita a temporais no final da tarde, típicos desta estação, especialmente entre o norte e o oeste do Rio Grande do Sul, assim como nos estados de Santa Catarina e Paraná.

Veja Também:

JOÃO FINANCEIRA ao VIVO REVELA 3 NOVIDADES para TODOS (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.